top of page

Nasci em São Paulo em 1986. Sou formada em Cinema pela Fundação Armando Álvares Penteado - FAAP e Mestre em Romanística pela Albert-Ludwigs-Universität Freiburg, Alemanha.

 

Como boa paulistana, tenho ascendência mezzo japonesa, mezzo síria.

E como boa sagitariana, tenho um pé em Sampa e outro no mundo.

Em 2005 morei em Melbourne, Austrália, onde fiz um ano do Bacharelado em Mídia e Comunicação na Deakin University. Também fui voluntária no Melbourne International Film Festival e trabalhei no longa-metragem australiano Rats and Cats. De volta ao Brasil, fui produtora gráfica dos longas-metragens Família Vende Tudo (2008), Eu e Meu Guarda-Chuva (2008), O Roubo da Taça (2015) Mar de Dentro (2018).

Em paralelo, trabalhei no Festival Música Nova como assistente de coordenação (2007) e produtora (2008). Fui também assistente do núcleo pedagógico do Festival de Inverno de Campos do Jordão (2009 e 2010), sob gestão da Santa Marcelina Cultura/EMESP.

Recebi uma bolsa do Goethe-Institut para estudar alemão em Berlim em 2009 e me mudei para a Alemanha em 2010. Em 2011 fui assistente de produção do 16º Festival do Projektgruppe Neue Musik e assistente de coordenação artística do 22º Musikfest BremenEm 2013 me formei Mestre em Romanística pela Albert-Ludwigs-Universität Freiburg com tese sobre o sucesso dos filmes Tropa de Elite e Tropa de Elite 2 - O Inimigo Agora é Outro.

Em 2014, de volta a São Paulo, me estabeleci como intérprete e tradutora freelancer. Na música trabalhei junto à EMESP Tom Jobim e Fundação OSESP traduzindo para artistas e instituições como Ted Nash, Yulianna Avdeeva, Jean-Efflam Bavouzet, Juilliard School of Music, American Brass Quintet, Conservatório Real de Birmingham, Conservatório de Amsterdam, entre outros. No audiovisual, fiz tradução, versão e legendagem para clientes como Copa Studio, Glaz Entretenimento, UOL Entretenimento, Projeto Paradiso e BRAVI - Brasil Audiovisual Independente.

Também atendo diversos clientes como designer gráfica freelancer, principalmente na criação de elementos de identidade visual e produtos derivados, especialmente sites.

Em tempos pandêmicos, co-criei o Marimba Podcast, dedicado à divulgação descontraída e divertida da música clássica, e o projeto pessoal A Key do Inglês, que oferece pequenas curiosidades e explicações sobre a língua inglesa nas redes sociais. 

Sou apaixonada por idiomas. Além do português, sou fluente em alemão e inglês, falo bem espanhol e me viro no italiano, francês, russo e árabe - idioma que estudo desde 2020. Já estudei também um básico de holandês e japonês.

Desde julho de 2021 trabalho como coordenadora internacional no Brazilian Content, o projeto de promoção exportação de conteúdo audiovisual brasileiro independente da BRAVI - Brasil Audiovisual Independente, tendo coordenado a consultoria estratégica de internacionalização de empresas paulistanas da Spcine.

bottom of page