Nasci em São Paulo em 1986. Sou formada em Cinema pela FAAP e Mestre em Romanística pela Albert-Ludwigs-Universität Freiburg, Alemanha.

 

Como boa paulistana, tenho ascendência mezzo japonesa, mezzo síria.

E como boa sagitariana, tenho um pé em Sampa e outro no mundo.

Em 2005 morei em Melbourne, Austrália, onde fiz um ano do B. A. em Mídia e Comunicação na Deakin University, fui voluntária no Melbourne Intl' Film Festival e participei do longa australiano Rats and Cats.

Fui artista e produtora gráfica dos longas-metragens brasileiros Família Vende TudoEu e Meu Guarda-ChuvaO Roubo da Taça Mar de Dentro.

Na música clássica, fui assistente de coordenação no 42ª edição e produtora na 43ª edição do Festival Música Nova. Trabalhei como assistente do núcleo pedagógico do Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão nas suas 40ª e 41ª edições, sob gestão da Santa Marcelina Cultura/EMESP.

Recebi uma bolsa do Goethe-Institut para estudar alemão em Berlim em 2009 e me mudei para a Alemanha em 2010. Fui assistente de produção do 16º Festival do Projektgruppe Neue Musik e assistente de coordenação artística do 22º Musikfest BremenEm 2013 me formei Mestre em Romanística pela Albert-Ludwigs-Universität Freiburg com tese sobre os filmes Tropa de Elite e Tropa de Elite 2.

Em 2014, de volta a São Paulo, co-fundei o Coletivo Marimba de audiovisual e design gráfico para música clássica. Atuo desde 2017 como intérprete freelancer junto a diversos artistas, grupos e instituições internacionais na EMESP Tom Jobim e Fundação OSESP, tais como Ted NashYulianna Avdeeva, Juilliard SchoolAmerican Brass Quintet, Conservatório Real de Birmingham, Conservatório de Amsterdam, Ensemble Ricciotti, entre outros.

Desde 2018 atuo também como tradutora para projetos audiovisuais de produtoras e instituições como Copa Studio, Glaz Entretenimento, UOL Entretenimento, Projeto Paradiso e BRAVI - Brasil Audiovisual Independente.

Em tempos pandêmicos, co-criei o Marimba Podcast, dedicado à divulgação descontraída e divertida da música clássica, e o projeto pessoal A Key do Inglês, que dá dicas, sugestões de estudo, pequenas curiosidades e explicações sobre a língua inglesa. 

Sou apaixonada por idiomas. Além do português, sou fluente em alemão, inglês e falo bem espanhol, e me viro no italiano, francês, russo e árabe (língua que estudo desde 2020). Já estudei também um básico de holandês e japonês.

Desde julho de 2021 sou coordenadora internacional do Brazilian Content, o projeto de exportação de conteúdos audiovisuais brasileiros da BRAVI (Brasil Audiovisual Independente), tendo coordenado o projeto de internacionalização de produtoras paulistanas da Spcine.